Paralisia do Carrapato – Confusão comum

Paralisia do Carrapato – Confusão comum

A paralisia do carrapato é uma doença séria, ocasionada por uma forte toxina presente na saliva de algumas espécies de carrapatos fêmeas. Quando a toxina é liberada na corrente sanguinea pode afetar o sistema nervoso dos cães causando diversas complicações. Em casos muito graves o cão deve ser hospitalizado e passar por um tratamento intensivo.

Paralisia do carrapato, conheça mais sobre os sintomas e tratamentos para a paralisia do carrapato e suas derivações

Você pode contactar um de nossos especialistas. Encontre a unidade PET FISIO mais próxima de você e garanta o melhor tratamento para o seu pet!

A paralisia do carrapato é uma doença séria e deve ser tratada com a devida atenção. Entretanto, é muito raro encontrarmos pets que sofram com essa complicação, já que o carrapato responsável pela doença não existe em território brasileiro. Por isso, identificar com precisão os sintomas e características que descreveremos abaixo é muito importante, e sempre consultar um médico veterinário especialista.

Sintomas mais comuns de cães com paralisia do carrapato

Os sintomas da paralisia do carrapato evoluem de maneira gradual, podendo se agravar conforme o estágio da doença se desenvolva. Dentre alguns sintomas é possível destacar:

· Salivação em excesso, falta de apetite e dificuldade para se alimentar, vômitos e pupilas dilatadas;

· Perda parcial dos reflexos, podendo se agravar;

· Perda parcial dos movimentos, podendo se agravar;

· Fraqueza nos membros posteriores, mudanças no latido e sons que o animal produz, asfixia, pressão alta e ritmo cardíaco acelerado.

Como a paralisia do carrapato pode ser confundida com outras complicações?

A paralisia do carrapato ainda costuma ser diagnosticado no Brasil. Esse erro comumente cometido por profissionais da área se explica pela dificuldade de diagnostico e extrema semelhança de sintomas com outras doenças como:

Botulismo: intoxicação alimentar causada por uma bactéria chamada Clostidrium Botulinum. A toxina ingerida, normalmente por alimentos crus, no lixo ou até estragados, é absorvida pelo estômago e intestino do animal e distribuída na corrente sanguínea.

A toxina tem ação especifica sobre o sistema nervoso, doença similar com a paralisia do carrapato, impedindo a transmissão dos impulsos das terminações nervosas para os músculos. Logo o cão apresenta paralisia flácida, podendo afetar o sistema respiratório e cardíaco.

Polirradiculoneurite: paralisia progressiva causada por uma inflamação aguda dos nervos. Essa doença costuma ser mais diagnosticada também fora do Brasil, principalmente em locais onde existem guaxinins. Os sintomas apresentados são conhecidos como paralisia coonhound, não exclusivamente envolvendo o encontro com um guaxinim. Como quase não existe guaxinis no Brasil, a maioria das polirradiculoneurites mais frenquentes são as infeciosas por neospora ou toxoplasma e as idiopáticas, ou seja, sem causa conhecida.

A postura rígida, reflexos lentos, tônus muscular baixo, enfraquecimento, dificuldade para respirar, mudança de tom do latido do cão, diminuição de massa e fraqueza muscular são sintomas que também facilmente se confundem com os da paralisia do carrapato.

Tratamento e diagnostico correto são essenciais em doenças que atingem o sistema nervoso

Não é atoa que sempre exigimos que o diagnóstico seja feito por profissionais especializados. Afinal, mesmo que os sintomas sejam parecidos, os tratamentos específicos para cada caso variam, e são de extrema importância para a recuperação do animal.

O tratamento para cães com paralisia do carrapato, por exemplo, se resume, em um primeiro momento, na retirada total dos carrapatos encontrados no corpo do pet. Isso se dá para que seja impedida a liberação de mais toxinas no seu organismo.

Casos mais simples se resolvem com a desinfestação, gradualmente fazendo com que o pet deixe de apresentar os sintomas da paralisia do carrapato.

Doenças como botulismo em cães e polirradiculoneurite canina podem ser tratados eficientemente com fisioterapia veterinária, acupuntura e fortalecimento muscular canino.

É importante ressaltar que cães que apresentem sinais como de paralisia respiratória, a internação é altamente recomendada. O hospital veterinário irá oferecer ao cão uma série de possíveis medicamentos para combater os efeitos das toxinas junto com ventilação artificial para que o cão não tenha maiores complicações.

Em casos que necessitem dos serviços da fisioterapia veterinária, a PET FISIO tem o melhor tratamento para recuperar o seu cão. Quer saber mais sobre os sintomas, tratamentos e confusões envolvendo a paralisia do carrapato? Encontre uma unidade PET FISIO mais próxima de você e marque uma consulta com um de nossos especialistas. Será um prazer indicar o tratamento mais eficaz para recuperarmos a qualidade de vida do seu cão ou gato!