Fisioterapia para Cães com Displasia

Fisioterapia para Cães com Displasia

Fisioterapia para cães com Displasia: porque tratar e como fazer? Conheça a Rede PET FISIO e comece agora a sua fisioterapia para cães com Displasia

A má formação das articulações coxofemorais, ou displasia coxofemoral, pode afetar muito a qualidade de vida do seu pet. Dores, dificuldades de locomoção, andar cambaleante, claudicação e andar de coelho são apenas alguns sinais dessa doença. Nesse artigo vamos entender como a fisioterapia para cães com displasia pode se tornar a solução ideal para retomada da saúde.

A fisioterapia para cães com displasia pode ajudar muito o seu pet, isso porque o programa visa manter a musculatura do cão para que, apesar da deficiência, ele consiga realizar suas atividades com o máximo de naturalidade, fugindo das dores e limitações. Além disso, a fisioterapia veterinária também cumpre um papel importante no controle da artrose, normalmente associada à displasia.

Fisioterapia para cães com Displasia: Qual a importância de iniciar o tratamento logo?

A displasia coxofemoral é uma das afecções ortopédicas mais significantes em cães atualmente. A alteração no desenvolvimento envolve o colo femoral, cabeça e acetábulo e tem transmissão recessiva, hereditária, intermitente e poligênica. Além disso, a condição clinica do seu pet pode ser agravada por fatores ambientais, nutricionais e biomecânicos. Isso quer dizer que, se não tratado, a displasia pode se agravar por fatores como pisos lisos, obesidade, alterações posturais e outros. Por isso a importância de um programa eficaz de combate à doença.

Qual o objetivo do tratamento fisioterápico de displasia em cães?

Os principais objetivos do tratamento para cães com displasia é o de redução da dor, diminuição da progressão da doença articular e o planejamento eficaz para manter ou restaurar a função normal da articulação, levando em consideração o grau de desconforto do pet, idade e outras severidades clínicas.

A tentativa de retorno das funções articulares está diretamente ligada à manutenção ou ganho de força muscular dos membros pélvicos. Essa iniciativa se dará através de exercícios controlados de baixo impacto, que não causem mais estresse nas articulações, como hidroterapia, natação, caminhada controladas e outros.

O programa de exercícios deve respeitar os sinais clínicos do seu pet, por isso é importante começar o tratamento com clínicas especializadas no assunto. Se nada for equalizado antes do inicio do tratamento existem chances de o seu pet agravar ainda mais os sintomas da doença, conseguindo poucos resultados substancias no tratamento da displasia.

Encontre o melhor tratamento com experiência em ortopedia veterinária na Rede PET FISIO!

A Rede PET FISIO tem como principal objetivo evoluir na fisiatria veterinária, buscando excelência e respeito no tratamento veterinário, capacitando profissionais e investindo em equipamentos de ponta, oferecendo o melhor para preservar a vida saudável do seu pet.

Venha conhecer mais sobre os diferentes programas de reabilitação animal da Rede PET FISIO, desde fisioterapia para cães com Displasia até fitness. Marque uma consulta e saiba como preservar a qualidade de vida do seu animal com a Rede PET FISIO!