Meu cachorro está mancando – o que posso fazer?

Meu cachorro está mancando – o que posso fazer?

Meu cachorro está mancando: conheça três razões recorrentes. Saiba por que seu cachorro está mancando e como combater com tratamentos qualificados e eficientes

Os melhores métodos de tratamento via fisioterapia veterinária estão aqui. Encontre a unidade PET FISIO mais próxima de você e marque uma consulta agora mesmo!

Quem tem um cãozinho dentro de casa sabe que a rotina deles é repleta de alegria e atividades, e essa movimentação intensa aumenta as chances de ocorrências de traumas e luxações, sendo difícil entender exatamente porque o cachorro está mancando. Nesse artigo vamos falar sobre três causas recorrentes e soluções eficientes para combater esses problemas.

Descobrir porque o cachorro está mancando é difícil, pois os cães são consideravelmente mais resistentes à dor do que nós, sendo mais raro demonstrarem algum desconforto ou sofrimento com pequenas lesões, mas sim quando estão realmente passando por alguma complicação em estágio mais avançado.

Três casos recorrentes para compreender porque o cachorro está mancando

Ruptura de ligamento cruzado: esse é um caso em que as consequências são descobertas em um tempo curto após o ocorrido. Em grande parte dos casos, a ruptura de ligamento cruzado em cães ocorre em função de uma arrancada muito forte, esforço muito grande ou o giro da pata presa de alguma forma, fazendo com que esse rompimento cause grande dor imediata, provocando a ruptura do ligamento e o deslizamento do fêmur sobre a tíbia.

Apesar da ruptura de ligamento do joelho acontecer durante movimentos agudos, hoje sabe-se que a ruptura, na maioria dos cães, é crônica, ou seja, o animal vai rompendo fibras desse ligamento durante toda sua vida até que rompe completamente em um determinado momento. Isso é importante para entender que essa degeneração do ligamento acontece nos dois membros e, em média, 50% dos pacientes rompem o ligamento do outro joelho após 1 ano da primeira lesão.

O não tratamento dessa complicação pode implicar no aparecimento de outras complicações diversas, além do nível alto de dor e falta de confiança e capacidade de apoiar o membro afetado. Em grande maioria, os casos de ruptura exigem cirurgia e tratamento, como veremos ao final do artigo.

Displasia coxofemoral: ocorre, em sua grande maioria, de forma hereditária (herança genética) e só é percebida quando está em estágio relativamente avançado. A dor, como sempre, é um dos principais sintomas da doença.

Para identificar um cão que sofre com displasia coxofemoral é importante estar atento ao andar manco dos membros posteriores, assim como a dificuldade de locomoção, sendo dois dos principais indicativos. Em resumo, o problema consiste em uma espécie de disfunção no encaixe entre o acetábulo (estrutura que liga a pelve ao fêmur) e a cabeça do fêmur. Essa condição também pode ser adquirida, além da questão hereditária , através da rotina de alimentação pouco nutritiva ou obesidade, a permanência constante do pet em posições erradas por longos períodos até a prática de atividade de muito esforço.

Cães de grande porte são mais propensos a sofrer com a displasia coxofemoral e os tratamentos possíveis veremos mais abaixo.

Luxação de patela: como a displasia coxofemoral, a luxação de patela possui uma vertente genética que atinge os pets, mas também pode ser adquirida por acidentes ou constante esforço dos animais em ambientes que não favoreçam sua saúde, como andar rotineiramente sobre pisos lisos e entrar embaixo de móveis.

A luxação de patela em cães ocorre com mais frequência em animais de pequeno porte, como Yorkshires, Poodles, Spitz Alemão, Chihuahuas e outros. Por ser responsável pelo alinhamento do joelho com os músculos, a luxação de patela, quando ocorre, acaba com a firmeza e confiança do animal em apoiar os membros, causando dor e desconforto.

Solução eficiente para combater essas dores!

A Rede PET FISIO oferece o que há de melhor no mercado para tratamentos de complicações ortopédicas, desde hidroterapia com esteira aquática até acupuntura, sempre buscando oferecer o melhor atendimento com profissionais qualificados e uma estrutura para que o cão consiga recuperar sua qualidade de vida com tranquilidade e eficiência.

Não deixe seu cãozinho sem cuidados. Seu cachorro está mancando? Procure a unidade PET FISIO mais próxima de você e marque agora mesmo uma consulta. Venha ver como é possível recuperar a saúde do seu pet com tratamentos altamente qualificados.