Discopatia em Cães – Entenda e combata

Discopatia em Cães – Entenda e combata

Discopatia em cães e as complicações que traz para a vida saudável do cão. Saiba como combater a discopatia em cães com tratamentos fisioterápicos

Trate a discopatia em cães com os melhores métodos de fisioterapia veterinária. Encontre a unidade PET FISIO mais próxima de você e marque agora mesmo uma consulta!

A discopatia em cães é uma complicação relativamente comum em cães e pode alterar o sistema nervoso do animal, diminuindo a sensibilidade dos movimentos, causando incontinência urinária e dor.

Em grande parte causada por traumas e lesões na medula espinhal, a discopatia em cães apresenta sintomas típicos como o andar de cabeça baixa, pescoço rígido, orelhas para trás e caminhar cauteloso, demonstrando claros sinais de dor e sofrimento.

Entenda o que é a discopatia em cães!

A medula espinhal é uma estrutura extremamente delicada, sendo protegida por vértebras ósseas, tendo entre cada par de vértebras, discos intervertebrais (uma proteção de contorno fibroso e interior gelatinoso) que evitam o constante atrito entre elas, promovendo a estabilidade e flexibilidade necessárias que o cão movimente a espinha sem problemas.

Quando os discos vertebrais deixam de agir corretamente, surge a discopatia nos pets, também conhecida como hérnia de disco. Ela pode surgir, em grande maioria, em função do envelhecimento do animal ou de algum trauma.

Sinais específicos de que o cão está sofrendo de discopatia

Os sinais de cães que sofrem com discopatia passam desde dor intensa até dificuldade de locomoção que pode chegar a paralisia completa dos membros, incontinência urinária e fecal, redução de postura e sensibilidade, relutância para andar e rigidez do pescoço.

Esses sinais podem aparecer em minutos ou de maneira mais gradual, levando dias ou até semanas para se constatar o problema como um todo. É importante que cães com discopatia sejam encaminhados a um profissional veterinário assim que for notado qualquer um dos sinais mais específicos.

O diagnostico é feito por uma combinação de exames clínicos e de imagem, desde radiografias da coluna, coleta de amostras do líquido da medula espinhal, podendo ser também pedido exames de contraste como a mielografia, mielotomografia ou ressonância magnética, para que o problema seja identificado com mais exatidão.

Diferente da hérnia de disco em cães, a discopatia em pacientes felinos são extremamente raras e seu diagnóstico apenas com exame de RX e sintomas apresentadas é muito perigoso, pois as principais lesões na medula de felinos são infecções ou tumores e seu mal diagnóstico prejudica o tratamento e curso dessas doenças.

Tratamento eficaz de discopatia em cães é com a Rede PET FISIO!

Apesar de a indicação em casos mais intensos e complicados que envolvam paralisias e compressão medular seja a cirurgia, tratamentos clínicos e tradicionais realizados após o aparecimento dos sinais, livres de cirurgia, também estão trazendo resultados positivos na recuperação dos pets.

A Rede PET FISIO oferece os melhores tratamentos fisioterápicos para combater complicações como a discopatia. Acupuntura, quiropraxia, ozoznioterapia, laser e magnetoterapia, eletroterapia e termoterapia são algumas das especialidades da PET FISIO.

A ideia é fortalecer e aumentar resistência do cão, combatendo as dores e desconfortos, retomando a qualidade de vida e atividades comuns do pet.

Quer saber mais sobre a discopatia em cães? Procure agora a unidade PET FISIO mais próxima de você e venha tratar o seu cão com o melhor da fisioterapia veterinária.