Ruptura de Ligamento Cruzado em Cães e Gatos

Ruptura de Ligamento Cruzado em Cães e Gatos

Ruptura de ligamento cruzado em cães e gatos: conheça suas causas, sintomas e tratamentos. Recupere a ruptura de ligamento cruzado em cães e gatos na PET FISIO

Quer marcar uma consulta com um de nossos especialistas? Encontre a unidade PET FISIO mais próxima de você e conheça nossa estrutura

Na maioria dos casos, a ruptura de ligamento cruzado cranial em cães é cronica, apesar de ser provocada por arrancadas bruscas. Ou seja, durante a vida ativa do cão, o ligamento vai se deteriorando progressivamente ao ponto que ao esforço de uma corrida ou pulo, ele se rompe causando dor e claudicação. Essa degeneração ocorre nos dois joelhos e por isso cerca de 50% dos animais rompem o outro lado depois de 1 ano. Como a prevenção é difícil de ser feita, é importante conhecer os sintomas, diagnostico e tratamentos para esse tipo de lesão

A ruptura de ligamento cruzado em cães e gatos provoca o deslizamento do fêmur sobre a tíbia, causando dor imediata, podendo ocasionar novas complicações, como a lesão de meniscos, caso não seja diagnosticada com rapidez para que as medidas possíveis possam ser feitas com o espaço de tempo minimo desde a sua origem.

Causas e incidências da ruptura de ligamento cruzado em cães e gatos!

A ocorrência da ruptura de ligamento cruzado dificilmente ocorre com os felinos, principalmente pela sua capacidade muscular e flexibilidade, apesar de existir casos ocorridos. Por isso, a ruptura acaba incidindo mais sobre os cães com musculatura forte e joelhos frágeis, que resistem pouco ao impacto.

O problema costuma ocorrer, por exemplo, quando um cão utiliza a sua força muscular para uma disparada em corrida e seus joelhos frágeis não possuem a capacidade necessária para aguentar o peso produzido pelo movimento.

Raças como American Staffordshite, Pitbull e Terrier costumam sofrer com esse problema. Cães atletas que participam de competições (como agility) também podem se enquadrar como possíveis atingidos pela lesão.

Os traumas também são responsáveis pelas ocorrências de rompimento de ligamento cruzado em cães, tendo como consequência, em sua grande maioria, uma fratura do menisco

Ambientes com longas superfícies lisas também aumentam as chances dos animais apresentarem problemas de ruptura, já que não possuem a aderência suficiente para que o cão realize seus movimentos de maneira natural, sem forçar a sua estrutura muscular.

Outra possibilidade também está na evolução de uma lesão já existente nos membros do animal, como a luxação de patela. Isso fará com que o pet coloque mais força sobre um membro não prejudicado, sobrecarregando o setor, fazendo com que a ruptura de ligamento seja uma possibilidade real em uma situação que necessite utilizar a musculatura de forma mais brusca.

Sintomas da ruptura de ligamento cruzado em cães e gatos

Diferente de outras lesões ortopédicas em cães e gatos, os sintomas da ruptura de ligamento cruzado são imediatos, fazendo com que o animal tenha dor, evitando a utilização da pata machucada em função do sofrimento.

O encaminhamento para uma clinica veterinária especializada é essencial para combater imediatamente a dor, também tomando as medidas possíveis para iniciar a recuperação o quanto antes. Isso pode fazer diferença no reestabelecimento pleno do animal.

Como é o diagnóstico da ruptura de ligamento cruzado em cães e gatos?

O método clínico mais utilizado para diagnosticar o rompimento do ligamento cruzado em cães e gatos é a palpação, utilizando a técnica de movimento de gaveta e compressão tibial. Em casos mais complexos, os exames de imagem podem ser necessários para uma melhor conclusão. Além disso, a ressonância magnética e artroscopia também podem ser utilizadas, dependendo do caso e necessidade médica.

Tratamento para a ruptura de ligamento cruzado em cães e gatos!

A primeira medida após a constatação da lesão é o procedimento cirúrgico. A sutura do ligamento cruzado rompido é feito, em muitos casos, com a ajuda de um fio de nylon ou de outros materiais mais ou menos seguros, dependendo da personalidade e características do animal. Atualmente, existem outras técnicas cirúrgicas de osteotomias corretivas, como a TPLO e TTA que corrigem as deformidades ósseas desses pacientes e apresentam excelentes resultados.

O mais importante após a cirurgia é como se dará a recuperação da ruptura de ligamento cruzado em cães e gatos. A fisioterapia veterinária é a opção indicada após 5 dias da cirurgia e que mais traz resultados positivos na recuperação da qualidade de vida do animal.

A Rede PET FISIO conta com os melhores métodos de tratamento para ruptura de ligamento cruzado em animais, desde hidroterapia até acupuntura veterinária, oferecendo um programa de recuperação eficaz e profissional para o seu pet.

Conheça a equipe de cirurgia ortopédica e de reabilitação animal da REDE PET FISIO.Quer garantir o melhor tratamento para ruptura de ligamento cruzado em cães e gatos? Encontre a unidade PET FISIO mais próxima de você e garanta os procedimentos mais eficientes, com equipamentos de ponta e profissionais dedicados para solucionar os problemas do seu pet.

Artigos Recomendados